Bonecas de Ataúro

terça-feira, 17 de março de 2009

MOVING CAUSE: BONECAS DE ATAÚRO

Moving Cause, porque há que movê-las, quando são valiosas.

É o caso do projecto Bonecas de Ataúro, em exposição no Clube Literário do Porto. Trata-se de um negócio social que levou um grupo de mulheres timorenses a criar uma oficina de bordados e costura onde desenvolvem peças únicas e criativas, de grande impacto social e económico na comunidade local. A Moving Cause é a entidade sem fins lucrativos que representa as Bonecas de Ataúro em Portugal.

Nascida em Fevereiro de 2009, a Moving Cause promove e difunde projectos valiosos e isolados de empreendedorismo social a nível Global, dando-lhes visibilidade através da internet, e apostando na sustentabilidade dessas iniciativas através de formação em gestão de negócio e tecnologia e de apoio no acesso às TICs.

A Moving Cause constitui-se pois como uma das primeiras entidades de empreendedorismo social em Portugal. O nosso objectivo é o de propôr soluções inovadoras de intervenção social.

Com esta sessão queremos apresentar-vos a Moving Cause e conversar acerca da desmistificação dos temas da responsabilidade, empreendedorismo e negócio social, bem como do desenvolvimento sustentável, com o desejo de que em conjunto comecemos a "mover causas".

A Moving Cause convida para a sua sessão de lançamento que será acompanhada por um Porto de Honra.

Oradoras: Ana Boa-Ventura | Inês Carvalho | Joana Costa | Sara Moreira
Leituras: Ana Luisa Rego | Maria Sotto Mayor | Marisa Gonçalves
Data: 20 de Março de 2009 | 21.30
Localização: Rua Nova da Alfândega, 22 | 4050-430 PORTO Telefone 222 089 228 | www.clubeliterariodoporto.co.pt/mapa.htm
posted by sarita at 09:38 1 comments

terça-feira, 10 de março de 2009

Ataúro, Parte II, Manuel Pacheco

«Passemos então a outras histórias... viagens, fotos e a descrição de como funciona um projecto de micro-crédito no gabinete onde trabalho.» Manuel Pacheco, um Leigo para o Desenvolvimento em Timor de 2006 a 2008.
No primeiro texto desta série, o Manuel apresentou o cenário onde as Bonecas se inserem - a ilha de Ataúro. Deixa-nos agora este enquadramento da história do projecto:

Comecemos então a falar sobre a história do projecto (gosto de me esmerar nos enquadramentos): no final de 2006 no Gabinete de Micro-empresas (vulgo GME), começámos a estudar a hipótese de realizar projectos de micro-crédito com comunidades de pescadores. Apesar de Timor ser uma ilha esta actividade por cá não é das mais tradicionais nem é muito desenvolvida. Por cá “actividade económica” por excelência é mesmo a agricultura e existe uma tendência muito maior para a população se fixar na montanha que junto ao mar (mas é claro que Díli dá cabo desta estatística).

De entre as populações que se dedicam à pesca (não estou a fazer nenhuma gracinha aqui) a maioria são da região leste do país (lorosae). Mesmo os pescadores da cidade de Díli são lorosae (pessoas do leste que se moveram para a cidade). Ou seja, a situação politica (vulgo, conflitos entre lorosae e loromonu de 2006) teve impacto no nosso trabalho pois os meus colegas do GME são timorenses loromonu e tinham receio de realizar projectos com lorosae (se bem que, felizmente, isso já se vai ultrapassando).

Ataúro surgiu como uma hipótese de realizar este apoio a comunidades de pescadores, pois em Ataúro os problemas do ano passado não tiveram tanto impacto como no resto do país e as comunidades locais de pescadores são loromonu.

Pelo que podemos recolher de informação, actualmente não existia nenhuma entidade a oferecer micro-crédito na ilha. Também o isolamento foi levado em consideração como um factor positivo pois permitia que o projecto lá tenha um impacto social maior.

Todos estes condicionantes fizeram-nos considerar a importância que este projecto em Ataúro poderia ter. Faltava-nos, no entanto, para iniciar o projecto uma figura chave. Alguém que, localmente, funcionasse como patrono da iniciativa.

Essa figura deveria ter o conhecimento do local necessário para nos apoiar na divulgação do projecto, na selecção dos grupos interessados e, posteriormente, servisse de testemunha aos contratos de micro-crédito.
posted by sarita at 18:14 0 comments

Tributo às Bonecas de Ataúro no Dia Internacional da Mulher

No passado dia 8 de Março, no âmbito da celebração do Dia Internacional da Mulher, o blog Contemporâneas, prestou uma homenagem à inspiradora criação das mulheres de Ataúro, associando à sua imagem, entre outras, a seguinte citação:
Penso assim: no dia em que formos incapazes de reconhecer e respeitar, no produto, a excelência do artesão, quando não soubermos mais enxergar o trabalho humano nos objetos que usamos, teremos perdido todo interesse pela vida concreta - inclusive pela nossa própria.
O luxo e o trabalho do artesão CONTARDO CALLIGARIS - Psicanalista

De facto, este projecto iniciado por mulheres e que hoje emprega também um elemento do sexo masculino, o senhor Tomás, mostra um feito social e económico de grande valor em Timor-Leste.
Um factor importante que tem vindo a conduzir o projecto por um caminho de sucesso é a gestão das Bonecas de Ataúro. Liderado pela coordenadora, dona Luisa, é feito um acompanhamento metódico com o intuito de optimizar recursos e melhorar processos.

Visitem o blog com poemas sobre mulheres, associados às Bonecas.
posted by sarita at 17:14 2 comments

segunda-feira, 9 de março de 2009

Reportagem esectv na RTP2 - integral

Etiquetas:

posted by sarita at 09:28 1 comments

segunda-feira, 2 de março de 2009

As Bonecas na RTP2 dia 4 de Março às 00:49h



Vejam aqui o trailer do Programa ESECTV que vai passar na próxima 4ª feira, dia 4 de Março, às 00:49 na RTP2, no qual as Bonecas de Ataúro vão ser apresentadas! A entrevista foi realizada aquando da passagem pelo Salão Brazil, no dia 11 de Fevereiro.
posted by sarita at 19:22 0 comments